FIETO

Em defesa dos interesses da indústria tocantinense

Palmas, 23 de janeiro de 2019 17:06

 

Notícia

Quanto mais conhecem, mais brasileiros aprovam SESI e SENAI, segundo pesquisa do Ibope

13/12/2018 - 13h19
 
 
Ampliar imagem Instituto SENAI de Inovação em Engen...

 

Quanto mais os brasileiros conhecem, mais aprovam a atuação do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), segundo a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira. Entre os entrevistados que afirmam conhecer bem as instituições, 94% consideram o SENAI ótimo ou bom e 93% afirmam o mesmo em relação ao SESI. 

As entidades do Sistema Indústria são bastante conhecidas pela população. Mais de oito em cada 10 brasileiros conhecem o SENAI (87%) e o SESI (82%) ainda que apenas de ouvir falar. Outras instituições do chamado Sistema S também possuem alto grau de conhecimento: 89% conhecem o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 85%, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e 80%, o Serviço Social do Comércio (Sesc). 

As avaliações são melhores quanto maior o conhecimento que o entrevistado diz ter sobre as instituição vinculadas à indústria. Em toda a população, 69% avaliam o SENAI como ótimo ou bom, e 59% têm a mesma percepção sobre o SESI. Entre aqueles que afirmam conhecê-las “mais ou  menos”, o percentual de ótimo e bom é 79% em relação ao SENAI e de 76% ao SESI. Os índices atingem 94% e 93% entre os respondentes que dizem conhecer bem as organizações. 

EDUCAÇÃO – Os brasileiros relacionam o SENAI principalmente a educação profissional quando solicitados a falar a primeira palavra que lhes vêm à mente em relação à instituição. As palavras relacionadas a cursos, formação profissional e aperfeiçoamento foram citadas por 21% dos entrevistados, enquanto palavras ligadas a ensino e escola de forma geral foram citadas por 16%. De forma agregada, as palavras vinculadas a educação são 37% do total. 

O SENAI é um dos cinco maiores complexos de educação profissional do mundo e o maior da América Latina. Seus cursos preparam trabalhadores para 28 áreas da indústria brasileira, desde a iniciação profissional até a graduação e pós-graduação tecnológica. Desde 1942, quando iniciou suas atividades, já formou mais de 73 milhões de trabalhadores. Apenas em 2017, a entidade realizou 2,3 milhões de matrículas. 

O SESI, por sua vez, é lembrado por educação, oportunidade e lazer. Entre os entrevistados, 11% relacionaram a instituição a educação e escola; 9% a curso, capacitação ou aperfeiçoamento; 7% a emprego e melhor oportunidade e 4% o associam a lazer, esporte e cultura. 

A instituição oferece uma educação de excelência voltada para o mundo do trabalho e serviços de segurança e saúde no trabalho a indústrias de todo o país. Em 2017, foram realizadas cerca de 1,6 milhão de matrículas em educação básica regular, educação continuada e educação de jovens e adultos a trabalhadores e dependentes. Mais de 50 mil indústrias foram atendidas com programas de segurança e saúde no trabalho que beneficiaram 4 milhões de pessoas.

 

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO – Mais de nove em cada 10 brasileiros que conhecem o SENAI ao menos de ouvir falar concordam ainda totalmente ou em parte que a instituição forma bons profissionais (92%), é uma entidade séria (92%) e que seus cursos facilitam a obtenção de um emprego (90%). A concordância também é alta (85%) em relação à frase “O SENAI também atua, além da educação profissional, com serviços voltados a tecnologia e inovação”. 

O SENAI possui a maior infraestrutura de apoio à capacidade inovativa da indústria. Realiza pesquisa aplicada por meio da sua rede de 26 Institutos de Inovação e oferece serviços técnicos e tecnológicos em seus 58 Institutos de Tecnologia, localizados em todas as regiões brasileiras. Apenas em 2017, a instituição realizou mais de 1,3 milhão de ensaios laboratoriais. 

Para 81% dos entrevistados que conhecem o SESI de ao menos ouvir falar, a instituição contribui para a formação e a qualidade de vida do trabalhador da indústria. O percentual é o mesmo em relação à afirmação: “O SESI contribui para a formação do trabalhador da indústria por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA)”. Além disso, 69% concordam totalmente ou em parte que o “SESI contribui para a redução dos acidentes de trabalho na indústria”. 

A população também demanda mais vagas nas escolas das instituições. Mais da metade (60%) dos entrevistados que conhecem o SENAI de ao menos ouvir falar afirmam faltar vagas em cursos. Em relação ao SESI, são 56% que concordam totalmente ou em parte com essa afirmação. Já em relação aos valores cobrados, 56% acreditam que são acessíveis no SENAI e 54% têm a mesma avaliação sobre o SESI. 

A pesquisa foi realizada pelo Ibope Inteligência entre 29 de novembro a 2 de dezembro com 2 mil eleitores em 127 municípios. A margem de erro estimada é de dois pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro.

SAIBA MAIS - Acesse a página da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira para saber mais detalhes da pesquisa.

 

 

 

 


 
 
 
104 Sul, Rua SE 03 Lote 34 A, Ed. Armando Monteiro Neto - Plano Diretor Sul, Palmas - TO CEP: 77.020-016 Tel.: +55 63 3229-5700